Que raça cruzar com novilhas F1 Angus para aumentar o porte do rebanho?

No quadro Zadra Responde do dia 29 de novembro, Alexandre Zadra respondeu a pergunta de um criador do interior de São Paulo que está  está pensando em usar touro Braford ou Santa Gertrudis para atingir o objetivo.

Pergunta:

Que raça cruzar com novilhas F1 Angus para aumentar o porte do rebanho? Luís Fernando Kurain – Bariri (SP).

Resposta:

“Você está certo ao escolher Santa Gertrudis. Poderia ser também o Canchim. Os dois servem para o mesmo objetivo. Eles são formados com ⅝ de europeu de grande porte. O Canchim é formado com ⅝ de Charolês e o Santa Gertrudis é formado com ⅝ de Shorthorn, que é uma raça inglesa de grande porte.

Quando você usa um bimestiço desse nível do Santa Gertrudis sobre F1 Angus, primeiramente você gera heterose, porque são raças diferentes. Depois disso, você tem complementaridade, ou seja, eles se acasalam muito bem, pois você tem uma fêmea meio-sangue britânica de menor porte, que é a Angus, e você tem uma raça utilizada sobre ela, como o Santa Gertrudis ou Canchim, de grande porte.

Contudo, os bezerros produzidos vão precisar de um capricho na alimentação. Quando você usa um bimestiço sobre a F1, você fará um animal 56% de sangue europeu. […] E aí você tem um animal que tem um pouquinho mais de pelo, um animal menos adaptado que a F1. Então para você explorar o potencial desse tricross e ele também ter conforto térmico, você capriche na nutrição.

Dando uma suplementação alimentar pós-desmama até ele ser abatido. Você explora bem esse potencial, ele se desenvolve muito bem com ganho um peso espetacular. Ele ganha muito peso.

Confira o vídeo da entrevista:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Páginas

Postagens Recentes